A notícia mais óbvia que poderia se ter esse ano: Shingeki no Kyojin tem sua segunda temporada confirmada (e mais uma porrada de coisa)

Todos os anos, um anime entra numa hype tão forte que acaba por convencer até o pessoal que não é chegado em anime pra ver anime. Seja por achar realmente interessante ou simplesmente pelo efeito manada e ter assunto pra conversar com os amigos, não há dúvidas que desde que Anime Friends começou a ser organizado e desde quando fórums de animes ganharam repercussão no Brasil, animes assim continuam (e ainda vão continuar) a despertar a curiosidade de muitos. Em 2011, foi Mirai Nikki. 2012, Sword Art Online (que tem sua segunda temporada passando na TV japonesa atualmente). Em 2013, foi a vez de Shingeki no Kyojin, baseado no mangá original de Hajime Isayama, com direito à animação da Wit Studio.
A série narra a história de um mundo onde os humanos vivem sob constante ameaça de titãs, seres gigantes com força inigualável com qualquer ser humano normal. Os humanos normais, que vivem em cidades dentro de imensas muralhas, possuem seu poderio militar dividido em três, sendo dois desses grupos destinados especificamente a se defender dos titãs em caso de invasão deles nas cidades e outro onde apenas os melhores permanecem, já que são encarregados de explorar o mundo além das muralhas para descobrir a origem desses titãs. Eren Jaeger e sua “irmã”, Mikasa Ackerman, acabam por entrar na divisão de reconhecimento para vingar a morte de sua mãe por um titã, na esperança de poder acabar com eles, mas logo ele acaba por aprender que a jornada não é clichê igual outros animes shounen, e por isso, muitos de seus companheiros e amigos correm sérios riscos de vida ao bancarem os machões na frente de criaturas que são assustadoramente fortes e até imprevisíveis.

Pra quem viu a primeira temporada, sabe que ela terminou em um baita cliffhanger, uma vez que o final abriu mais perguntas do que respondeu as que havia deixado no começo do anime. Logo, tava meio óbvio que uma segunda temporada seria anunciada mais cedo ou mais tarde, ainda mais com o tremendo sucesso que a série teve, o que fez até a Panini trazer às pressas o mangá pro Brasil ainda no mesmo ano em que o anime passou. Não só isso, mas Isayama que não é burro nem nada tá fazendo um leite escroto da vaca leiteira que é a sua criação, com direito a anúncios de spin-offs e DOIS filmes live-action, fora a visual novel que já está sendo distribuída com os blu-rays especiais da série, produzida por ninguém menos que a Nitroplus.

Dito isso, a nova temporada do anime estreará nas TVs nipônicas em Agosto de 2015, daqui a um ano. Vai demorar, afinal, animes não são feitos do dia pra noite, além de que o estúdio confessou que ainda nem começou a trabalhar no novo anime. Não é por menos, já que Isayama fez ambos o mangá e anime em rotas diferentes, com acontecimentos exclusivos um do outro (contém spoilers), de forma a se complementarem e manterem os fãs ligados nos dois universos (e pra ele ganhar mais dinheiro com isso, claro). É uma boa tática, mas dá-lhe motivação, porque escrever uma história por si só já é um inferno, imagina duas histórias de um mesmo universo, com timelines totalmente diferentes? Ah, isso me faz lembrar dos pobres roteiristas de visual novels…

Esse foi o post curto de hoje. Até +!
Out.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s